MCTESTP empenhado na formação de formadores

Um total de trinta (30) concidadãos, deslocam à República Federativa do Brasil, por um período de quatro (4) meses, de Setembro à Dezembro do ano em curso, para beneficiarem-se de capacitação na Área de Agricultura, onde serão abordados conteúdos como Mecanização Agrária, Solos, Sanidade Animal, Sanidade Vegetal, Irrigação, Agro-processamento, Sistemas de produção, Extensão Agrária, entre outros.

Trata-se de uma acção que se insere no âmbito da liderança do Programa Nacional para a Capacitação de Professores das Instituições do Ensino Técnico, o Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional (MCTESTP), através da Direcção Nacional do Ensino Técnico (DINET), em articulação com a Autoridade Nacional de Educação Profissional (ANEP), organismo gestor do Quadro Nacional de Qualificações Profissionais e o garante do controlo e melhoria da Qualidade da Educação Profissional em Moçambique, em parceria com o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF).

Discursando por ocasião da Cerimónia de Despedida de Formadores Moçambicanos de Educação Profissional que se deslocam à República Federativa do Brasil para capacitação na Área de Agricultura, o ministro da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, Jorge Nhambiu, salientou que a área na qual se formarão representa prioridade para o nosso Estado, Governo e sociedade. “A agricultura está consagrada, constitucionalmente, como sendo a base para o desenvolvimento do nosso país”, disse o ministro.

Segundo o ministro, um dos elementos fundamentais de melhoria de qualidade da Educação Profissional assenta na existência de um quadro de Formadores com as competências técnicas bem desenvolvidas, melhoria nas infra-estruturas e provisão de equipamento e materiais de aprendizagem para as instituições de modo a adequá-las às exigências das qualificações a ministrar no âmbito do processo de Reforma da Educação Profissional em curso no país.

“Assim, para a garantia do sucesso das reformas que estamos a empreender como Governo, temos promovido várias acções de formação contínua dos Formadores, tanto a nível nacional, como no estrangeiro, proporcionando aos mesmos, a oportunidade de actualização e consolidação dos seus conhecimentos científicos e técnicos para permitir o aprimoramento das metodologias de ensino e de avaliação, bem como o manuseamento eficaz dos equipamentos e outros meios de ensino instalados nas instituições de educação profissional”, disse o Nhambiu.

 

 

Por sua vez, o Embaixador da República Federativa do Brasil em Moçambique, Rodrigo Soares, enalteceu os esforços empreendidos pelo governo de Moçambique na área de formação de formadores a diversos níveis, tendo igualmente reafirmado o compromisso do seu pais em apoiar Moçambique na área de Educação Profissional.

“Tenho a certeza que os meus compatriotas saberão recebe- lós e partilhar todo conhecimento de dispõem” , disse o embaixador.

Num outro desenvolvimento, o ministro explicou que do grupo de concidadãos que se desloca ao Brasil, 12 estão em pleno exercício de funções na qualidade de Formadores em Institutos Agrários, incluindo técnicos afectos ao Centro de Investigação e Transferência Tecnológica para o Desenvolvimento da Comunidade (CITT) e, 18 são recém-graduados de Instituições de Ensino Superior (IES), sendo que do total de formadores envolvidos na actividade, nove são do sexo feminino.

“Temos que promover continuamente pelo país, a equidade de género nas ofertas formativas na Área de Educação Profissional, tanto para os estudantes, como para os Formadores” disse o ministro.

Na ocasião, o dirigente instou os formandos a empenharem-se, por forma a revelarem excelentes na formação e estarem cientes da necessidade do incontornável contributo para o crescimento e desenvolvimento socioeconómico do país.

Exortou igualmente a promoverem o espírito de irmandade, convivência harmoniosa e visão de grupo, com vista a ultrapassarem todas as dificuldades que porventura tiverem que enfrentar, de modo a garantir uma formação sólida e produtiva.

Importa referir que em Julho passado, teve lugar a Cerimónia de Abertura do Curso de pós-Graduação dos Formadores de Educação Profissional na área de Manutenção Industrial, formação que vem decorrendo no nosso país até ao próximo mês de Fevereiro de 2018 e ministrada por Formadores do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), da República Federativa do Brasil.

 

 

 

Sobre Nós

Natureza: O Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional (MCTESTP) é o órgão central do Aparelho do Estado que, de acordo com os princípios, objectivos, políticas e planos definidos pelo governo, dirige, planifica e coordena as actividades no âmbito da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional. Foi criado pelo Decreto Presidencial n.º 1/2015, de 16 de Janeiro.

Visão : Formular políticas para o desenvolvimento integrado, articulado e qualitativo da Ciência e Tecnologia, dos Ensinos Superior e Técnico-Profissional, com vista à indução do crescimento e desenvolvimento socioeconómico de Moçambique.

Missão: Promover a oferta de soluções científicas e tecnológicas aos cidadãos nas áreas estratégicas de desenvolvimento definidas nos programas do Governo de Moçambique, aliado à promoção do acesso, expansão e garantia de qualidade de ensino nos níveis de Ensino Técnico-Profissional e Superior em Moçambique.