MCTESTP mobiliza financiamento para estabelecimento de Instituto Médio Politécnico em Gorongosa

O Governo de Moçambique está a encintar contactos com a República Popular da China, para a instalação na província de Sofala, no distrito de Gorongosa, no posto administrativo de Púnguè, do instituto Médio Politécnico de Gorongosa (IMP de Gorongosa).

Trata-se de uma instituição de ensino técnico profissional de nível médio, que está ser projectado para uma capacidade de 740 alunos e um internato para 400 alunos, sendo 10 hectares reservados para infra-estruturas escolares e, 300 hectares para machambas escolares e pastagem de gado.

À este respeito, o Ministro da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, Jorge Nhambiu, recebeu recentemente em Maputo, uma delegação proveniente da República Popular da China, constituída por peritos chineses que vão desenhar o projecto executivo de construção efectiva do IMP de Gorongosa, no âmbito de um financiamento de cerca de 18 milhões de dólares norte-americanos concedido pelo Governo daquele país do sudeste asiático ao nosso país.

A referida equipa de trabalho chinesa era composta por oito membros de diferentes especialidades, entre o responsável pela coordenação geral do projecto, gestores, projectistas, engenheiros, entre outros.

O IMP de Gorongosa possui um plano director composto por uma área lectiva (salas de aulas, laboratórios e biblioteca), bloco administrativo, cozinha e refeitório (com capacidade para 210 estudantes), dormitório feminino (edifício de 3 pisos, com 25 quartos e capacidade de 8 estudantes por quarto), dormitório masculino (edifício de 3 pisos, com 25 quartos e capacidade para 8 estudantes por quarto), casas para professores (edifício de 2 pisos, com 12 casas), ginásio e campo de futebol e, oficinas.

Devido a sua localização geográfica no interior da província de Sofala e prática socioeconómica prevalecente na região, estão projectados à serem ministrados no IMP de Gorongosa, cursos ligados a Agricultura, Pecuária, Mecanização Agrícola, Energias Renováveis, Tecnologias de Informação e Comunicação e, Agro-processamento.

Na aludida reunião de trabalho com a delegação proveniente da República Popular da China, o Ministro Jorge Nhambiu afirmou que o IMP de Gorongosa era de grande importância e expectativa para o Governo, pois, desde 2013 espera-se pelo início dos trabalhos de sua execução efectiva.

Em adição, o titular da pasta da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional disse que o Governo pretende que o IMP de Gorongosa se constitua num “Centro de Excelência” nos cursos que irá ministrar, beneficiando não só a população de Gorongosa, das regiões circunvizinhas, da província de Sofala, mas, também, toda a população moçambicana.

O Governo pretende, ainda, que Moçambique seja uma referência de excelência na região da SADC, no que tange ao Ensino Técnico Profissional.

“Constitui, igualmente, uma grande expectativa que este instituto seja construído e entregue o quanto antes à população do distrito de Gorongosa, na província de Sofala, pois, Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da República de Moçambique já havia prometida uma instituição do género àquela população”, disse o ministro.

Por seu turno, a delegação visitante, na companhia do Embaixador da República Popular da China em Moçambique, comprometeu-se, uma vez iniciadas as obras, a executá-la em tempo recorde.

Espera-se que as obras de construção do IMP de Gorongosa, contando a fase de elaboração do projecto executivo até à conclusão final, decorram em 24 meses.

Importa referir que a delegação proveniente da República Popular da China estará em Moçambique por 2 a 3 semanas, para realizar trabalhos preliminares de consulta e visita ao distrito de Gorongosa, visando o início, ainda este ano, da construção efectiva do IMP de Gorongosa.

Sobre Nós

Natureza: O Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional (MCTESTP) é o órgão central do Aparelho do Estado que, de acordo com os princípios, objectivos, políticas e planos definidos pelo governo, dirige, planifica e coordena as actividades no âmbito da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional. Foi criado pelo Decreto Presidencial n.º 1/2015, de 16 de Janeiro.

Visão : Formular políticas para o desenvolvimento integrado, articulado e qualitativo da Ciência e Tecnologia, dos Ensinos Superior e Técnico-Profissional, com vista à indução do crescimento e desenvolvimento socioeconómico de Moçambique.

Missão: Promover a oferta de soluções científicas e tecnológicas aos cidadãos nas áreas estratégicas de desenvolvimento definidas nos programas do Governo de Moçambique, aliado à promoção do acesso, expansão e garantia de qualidade de ensino nos níveis de Ensino Técnico-Profissional e Superior em Moçambique.