Na área das TIC s - Formadores moçambicanos beneficiam-se de capacitação no Brasil

O Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional (MCTESTP), realizou hoje dia 22 de Setembro de 2017, a cerimónia de despedida de 25 Formadores que se deslocam à República Federativa do Brasil, para beneficiarem de capacitação na Área de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

Tratar-se de uma acção que tem a duração de três meses, que tem como objectivo, estabelecer parceria entre as PARTES para o fomento de actividades de pesquisa tecnológica em redes, de implantação e operação de meios e serviços de redes avançadas.

Discursando durante a Cerimónia de Despedida de Formadores moçambicanos que se deslocam à República Federativa do Brasil para beneficiarem-se de capacitação na área de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), o Secretário Permanente do MCTESTP, Celso Laice, explicou que a mesma enquadra-se no processo de Reforma da Educação Profissional, visando estabelecer um sistema de Educação Profissional (técnica e vocacional) de qualidade e relevante, assente em padrões de competências e que responda às necessidades e especificidades do mercado laboral. 

O Secretário Permanente do MCTESTP, avançou igualmente que um dos elementos fundamentais de melhoria de qualidade da educação profissional assenta na existência de um quadro dos formadores com competências técnicas bem desenvolvidas, para responderem eficazmente as exigências do sistema nacional de qualificações profissionais (SNQP).

Ademais, o governo de Moçambique tem estado a promover o desenvolvimento das tecnologias de informação, e a envidar esforços para assegurar que os moçambicanos possam usufruir dos benefícios e resultados da sua correcta adaptação e utilização em diferentes sectores económicos e sociais no nosso país.

 “Esperamos que após a formação maior eficiência e eficácia profissionais possam igualmente contribuir para a melhoria crescente da funcionalidade de Rede de Instituição de Ensino Superior e de Investigação de Moçambique (MoRENet)”, disse Laice.

Por sua vez, o representante dos formadores, Hercínio Chilundo disse que a formação beneficiara aos formadores provenientes de instituto de ensino técnico profissional deste vasto território nacional. E de referencia que as TIC ocupam um papel preponderante no desenvolvimento socioeconómico do país.

“De igual modo, reconhecendo o que o nível da sua implementação no nosso país ainda é baixo. Esperamos que após a formação possamos contribuir ao nível desejável dessa formação, ao aliarmos a teoria e a prática e tornar acessíveis as TICs a todas localidades e distritos do país”, disse o representante.

Importa referir que o Governo de Moçambique tem estado a promover o desenvolvimentos das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) e, a envidar esforços para assegurar que os moçambicanos possam usufruir dos benefícios e resultados da sua correcta adopção e, utilização em diferentes sectores económicos e sociais no nosso país, sendo a área de Educação um dos exemplos que se pode apontar.

 

Sobre Nós

Natureza: O Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional (MCTESTP) é o órgão central do Aparelho do Estado que, de acordo com os princípios, objectivos, políticas e planos definidos pelo governo, dirige, planifica e coordena as actividades no âmbito da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional. Foi criado pelo Decreto Presidencial n.º 1/2015, de 16 de Janeiro.

Visão : Formular políticas para o desenvolvimento integrado, articulado e qualitativo da Ciência e Tecnologia, dos Ensinos Superior e Técnico-Profissional, com vista à indução do crescimento e desenvolvimento socioeconómico de Moçambique.

Missão: Promover a oferta de soluções científicas e tecnológicas aos cidadãos nas áreas estratégicas de desenvolvimento definidas nos programas do Governo de Moçambique, aliado à promoção do acesso, expansão e garantia de qualidade de ensino nos níveis de Ensino Técnico-Profissional e Superior em Moçambique.