Governo mobiliza financiamento para dinamizar o Ensino Técnico Profissional

Data: 18/04/2019
 
August 16, 2020 (2)

Numa altura em que Moçambique enfrenta vários desafios para o desenvolvimento económico e social, a aposta no Ensino Técnico Profissional (ETP) constitui um pilar indissociável para a construção do país e do capital humano, o Governo de Moçambique mobilizar financiamento junto da República da Coreia para dinamizar o Ensino Técnico Profissional.

Com efeito, teve lugar quarta feira dia 17 de Abril do corrente ano, em Maputo, a Assinatura da Minuta acordada da segunda fase do Projectos da Coreia no Instituto Industrial de Maputo.

O Instrumento, que foi rubricado pelo Secretario Permanente do Ministério da Ciência e Tecnologia Ensino Superior e Técnico Profissional, Celso Laice e o Director da Agência Coreana para Cooperação (KOICA) em Moçambique, Mooheon Kong, formaliza a intenção do Governo da Coreia em disponibilizar 7 milhões de dólares norte americanos, os quais serão investidos num período de 5 anos.  

Intervindo na cerimónia de assinatura do memorando de entendimento entre o Ministério de Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional (MCTESTP) e a Agência Coreana para Cooperação (KOICA), Jorge Nhambiu realçou que a formalização do instrumento vai suprir a necessidade do desenvolvimento do capital humano, através da formação de jovens e adultos como forma de catapultar o desenvolvimento socioeconómico do país.

A intervenção nas referidas Instituições de ETP consistiu na reabilitação e ampliação de infra-estruturas, apetrechamento com mobiliário e equipamento laboratorial e oficinal nas áreas de Contabilidade, Mecânica Geral e de Automóveis, Electricidade, Construção Civil e Agricultura, capacitação de Gestores e Formadores.

 “Ainda no âmbito do entendimento, está prevista a criação de um centro de formação técnica para capacitação de Formadores do ETP, que compreenderá a construção e ampliação de infra-estruturas e o apetrechamento de laboratórios de Química, informática, e oficina de máquinas e ferramentas (Tornos e Fresas e, Máquinas CNC)”, enfatizou o ministro.

Tomando a palavra, o embaixador da República da Coreia, em Moçambique, Yeo Sung Jun, testemunhou o acto da assinatura do memorando, reafirmou o compromisso do seu governo em continuar a apoiar o ETP e disse esperar que o projecto contribua para a promoção de uma mão-de-obra qualificada que responda à crescente demanda de várias indústrias. 

Por seu turno, o Director da KOICA, Kong Mooheon, salientou que o projecto foi concebido em estreita coordenação com a Direcção Nacional do Ensino Técnico Profissional (DINET), a Autoridade Nacional do Ensino Profissional (ANEP), o IICM e outras partes interessadas. 

Num outro desenvolvimento, o dirigente explicou que a República da Coreia tem prestado apoio ao Estado moçambicano visando a implementação com sucesso das reformas em curso no âmbito do vasto processo da Reforma da Educação Profissional.

Na ocasião, Jorge Nhambiu recordou que a República da Coreia tem vindo a estabelecer com a República de Moçambique no domínio do Ensino Técnico Profissional desde o ano 2010, acções que têm complementado os esforços do Governo com vista a revitalização do ensino-técnico e da formação profissional, visando o estabelecimento e consolidação de um sistema de educação profissional relevante e de qualidade que responda, eficazmente, às necessidades do mercado de trabalho.

Importa referir que o primeiro acordo entre os nossos dois países, no domínio do ETP foi assinado em 2010, com o objectivo de apoiar e promover a qualidade deste subsistema nas províncias de Nampula, Niassa e Zambézia, nomeadamente o Instituto Industrial e Comercial de Nampula, Instituto Industrial e Comercial de Lichinga e o Instituto Agrário de Mocuba.

Em 2013, foi assinado um acordo que consistiu na doação do valor de 6,8 milhões de dólares americanos para apoiar a qualidade de formação no Instituto Industrial e Comercial da Matola, com duração de 3 anos, através da reabilitação de infra-estruturas, incluindo uma parte do internato e apetrechamento de laboratórios e oficinas nas áreas de Electricidade, Mecânica Auto e Soldadura.